sábado, 17 de outubro de 2009

O tempo - Mário Quintana



A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

8 Obáá! Gente falando :B:

Thaís A. disse...

É o terceiro blog que entro que fala de tempo! HAHAHA, pra ver oq ueanto ele é importante em nossas vidas, pena que passa tão rápido, como foi dito no texto :/

Bertonie disse...

Na verdade, o nome dessa poesia de Mário Quitanda é "Seiscentos e sessenta e seis" ._. Acho-a LIIIIIMDA etc

LSD disse...

Mario Quintana é o máximo. Adooro!
bjão

Os intrigantes pensamentos da Lud disse...

Sou fascinadaa com os textos e pensamentos de Quintana. E com esse não é diferente! Perfeito!

*Obrigada pelo coment lah no blog! Foi enriquecedor!

bjO

Gêsa disse...

Adoro Quintana, e essa poesia é muito boa, o tempo passa rápido demais as vezes a gente não se dá conta. (:

Olga disse...

gostei do post (:

http://velhocuringa.blogspot.com
obs: comece a ler do primeiro post.

Caá disse...

é, o tempo VOAAA
e tempos que voar junto com ele!

quintana muito sábio em suas palavras
obrigada pela visita =)

beijossss

Luh* disse...

As coisas passam tão rapido né?!
beijos